Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com o monitoramento e armazenamento de cookies em seu dispositivo para ajudar a nossa equipe de marketing, melhorar a sua navegação e a nossa análise do site. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Mulheres na Tecnologia

Fintera investe no crescimento das mulheres no setor
Por Fintera
|
08/03/2022

Estamos no ano de 2022 e o mercado de tecnologia ainda é, predominantemente, dominado por homens. Porém, sem os feitos de algumas mulheres não teríamos tido grande parte do avanço que tivemos ao longo da história.

Percentualmente, o sexo feminino está em grande desvantagem aos homens em relação à quantidade de mulheres inseridas nesta área e aos salários, conhecidamente menores conforme aponta publicação do IBGE.  

A Fintera trabalha diariamente para que a mulher tenha mais reconhecimento e representatividade na área de tecnologia. Neste momento, estamos com uma vaga de Desenvolvedor(a/e) Ruby On Rails, que será, preferencialmente, preenchida por uma mulher cis ou trans.

E, neste “Dia Internacional da Mulher”, queremos relembrar a contribuição de:

  • Ada Augusta King (1815-1852), conhecida como Ada Lovelace, matemática e escritora inglesa, é considerada a primeira programadora de computadores da história. Foi ela que escreveu, em um papel, o primeiro algoritmo para ser processado por uma máquina, a máquina analítica de Charles Babbage, que não chegou a ser construída durante sua vida.
  • Dorothy Johnson Vaughan, estadunidense, nascida em 1910, foi programadora da NASA e a primeira supervisora negra da instituição. Ela era Matemática e, como autodidata, especializou-se na linguagem de programação FORTRAN. 
  • Grace Murray Hopper, nasceu em 1906, em Nova York, e foi Ph.D em Matemática e Almirante da Marinha dos EUA, onde atuou como analista de sistemas nas décadas de 1940 e 1950. Criou a linguagem de programação Flow-Matic (hoje extinta), que serviu como base para a linguagem COBOL, muito utilizada nos dias de hoje, principalmente, por instituições financeiras. Também foi Grace que cunhou o termo “bug” para descrever um problema no sistema de um computador. 
  • A estadunidense Marissa Ann Mayer, nasceu em 1975, e é uma cientista da computação, graduada pela Universidade de Stanford. Hoje, é Executiva e Cofundadora da Sunshine, uma startup de aplicativos de consumo. Foi Diretora Executiva do Yahoo (2012-2017) e a 20ª funcionária do Google, a primeira mulher engenheira, tendo chegado a vice-presidência de serviços geográficos e locais da empresa.  Várias patentes na área de inteligência artificial são resultado de seu trabalho na área acadêmica. 
  • Hedy Lamarr (1914- 2000) criou um conceito de transmissão que permitiu, mais tarde, o desenvolvimento de tecnologias como o Wi-Fi. A famosa atriz de Hollywood, naturalizada norte-americana, foi a inventora de uma tecnologia que permitia controlar torpedos à distância, alterando os canais de frequência de rádio, para que eles não fossem interceptados pelo inimigo. 

Você conhecia essas mulheres e o que elas fizeram pela humanidade? Aqui na Fintera, estamos sempre procurando aprender sobre diversidade e representatividade e adoramos conhecer essas histórias!

Relacionados

Dia Internacional das Mulheres, Vaga Desenvolvedor, Representatividade, Diversidade, Direitos das Mulheres